sexta-feira, 23 de julho de 2010

Noite & Dia...


:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

Quando se apaga a cintilação das estrelas e canta a cotovia
Quando a escuridão palpitante escorrega para o outro lado da terra
É preciso fazer as contas com as coisas concretas
Que nem sempre são agradáveis
O dia pertence ás coisas práticas
A noite ás ilusões
A noite fervilha de segurança
O dia é cheio de suspeitas.



♣ Ąηηα ♣

:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

4 comentários:

  1. Ah Anna...
    Como gosto de estar no meio de vocês.
    Os poemas, as conversas...
    Aprendo tanto & agradeço a Deus por minha amiga brava linda.
    Beijos e eu te adoro, te amo, te gosto.
    Fernanda!

    ResponderEliminar
  2. O que seria do dia se não tivesse a noite e vice-versa? Nos polos temos o dia interminável e tambémn a continua noite - que estranho!
    Gosto do dia e da noite, do azul e do branco, e agradeço ao Criador estar aqui nesta romagem humana!
    Viver é aprender, bem como resgatar.
    A coruja a noite com seus olhos luminosos e as andorinhas de dia só colorem a natureza.
    E a noite também serve para sonhar de olhos abertos; e sonhar não é iludir-se, mas viajar com pensamentos.
    Gosto de ambas!
    Um carinhoso abraço, amiga, do outro lado do Atlântico!

    ResponderEliminar
  3. Como é bom ler-te :)

    Saudades e beijinhos... :)

    ResponderEliminar
  4. Qué bonita imagen Anna, y qué bellas palabras las que acompañan...bellísimo!
    Feliz día cielo...otro besito de oro para ti.

    ResponderEliminar